terça-feira, 7 de outubro de 2014

Surpresa

Deviam ser umas sete e meia da tarde quando a campainha tocou.Estávamos em Maio e aquela hora ainda o sol não se tinha posto. Levantou-se vagarosamente do seu sofá , deixou de lado o jornal e dirigiu-se para a porta. Não esperava por ninguém pelo que se admirou um pouco por aquele inesperado toque.Estivera todo o dia dentro de casa entre uma preguiçosa leitura do jornal e o desatento olhar da televisão que pouco lhe chamara a atenção. Deitara-se tarde e por isso também se levantou tarde. Rita , com quem estivera na noite anterior, ocupava - lhe os pensamentos de uma forma tão intensa que quase a julgava ali a seu lado.