quinta-feira, 26 de março de 2015

Mariana Mortágua


de Rodrigo Sousa Castro em 26.3.15:


A principio tive sérias dúvidas sobre alguma utilidade do inquérito.
Graças a esta mulher excepcionalmente inteligente, diligente e competente mudei um pouco a minha opinião.
Tenho pena que não seja ela a fazer o relatório e ainda mais , que não seja ela a Procuradora Geral da República.
Com ela alguma coisa mudaria, disso não tenho dúvidas.






 Meu comentário:


Plenamente de acordo com o 1º e 2ª parágrafos . Apenas de acordo com metade do 3º , porque : M.M. é ainda muito jovem ( faltar-lhe -á aquilo que só o tempo nos ensina) + a sua não formação em direito , não lhe possibilitariam , mesmo que hipoteticamente , ser PGR. Acrescento ainda, com ela já alguma coisa mudou, tenho a certeza.