quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Saí agora mesmo de dentro de mim .
Não sei onde me encontro.
Talvez amanhã
Não chove nem faz frio , apesar de ser Janeiro.
Cigarro atrás de cigarro , vou-me consumindo , em brasa.
Tenho esperança de voltar a sorrir .

Só o silêncio me é companhia.
E as palavras.