domingo, 8 de outubro de 2017

Ficou ali quieto por instantes , sem saber para onde ir , até que , inexplicavelmente ,  as lágrimas começaram a cair , frias , pelo até então seco rosto.
Falavam - lhe em Deus e na redenção pela Fé mas sentia-se tão destroçado e descrente que não conseguia entender nada. Afinal , pensou depois , é que a possível verdade era a de que a sua arrogância é que o fazia estar assim. A arrogância de julgar estar certo !
Não é fácil reconhecer que nos enganámos quase todo o tempo. Que a nossa visão da vida e o nosso raciocínio sobre os outros foi , durante imenso tempo , um tremendo erro .