sexta-feira, 10 de novembro de 2017

praticamente morto ou como um morto-vivo , vou passando os dias . Com dificuldade acrescida à medida que o tempo passa , ora sentado em frente ao portátil , ora dormitando no sofá em frente de uma televisão cada vez menos atraente , vendo o tempo escorrer na ampulheta , com cada vez menos força e vontade . Enfrento os dias , sempre iguais , sem graça , sem sorrisos , sem palavras felizes. Falhei esta experiência única que é a vida