segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Roubado a Daniel Zamith Abreu FB , 4 Jan 2016

Existe uma coisa vaga e misteriosa chamada a atitude perante a vida.
Todos conhecemos pessoas que estão em conflito com a existência; pessoas infelizes que nunca conseguem o que querem; que estão desorientadas, a queixarem-se, que olham a vida de um ângulo desconfortável que as faz ver tudo de esguelha.
E depois há outras que, embora dêem a impressão de estar perfeitamente satisfeitas, parecem ter perdido o contacto com a realidade. Não se interessam por nada a não ser as v...icissitudes da sua própria saúde e os altos e baixos do pretensiosismo social.
Há, contudo, outras que por natureza ou por força das circunstâncias, se colocam numa posição em que podem usar ao máximo as suas faculdades nas coisas que são realmente importantes. Não são necessariamente pessoas felizes ou de sucesso, mas a sua presença é estimulante e as suas acções interessantes. Parecem, além disso, palpitar de vida, o que pode dever-se em parte às circunstâncias, mas muito mais ao facto de não verem as coisas do ângulo errado, todas de esguelha, distorcidas pela bruma, mas sim escorreitas, a direito e com as proporções certas;
Virginia Wolf, in "A Poesia, a Ficção e o Futuro".